Padronização da computação em nuvem
Entrou em vigor a norma ABNT NBR ISO/IEC 17788:2015, que aborda a padronização da computação em nuvem por aqui, além de trazer termos e definições sobre o cloud.
A norma foi criada em conjunto pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel, e pelo Serviço Federal de Processamento de Dados – Serpro, e contou com a participação das entidades International Telecommunication Union (ITU) e International Organization for Standardization (ISO).

Não é nenhum tipo de lei ou traz obrigatoriedades, mas sim recomendações, fornecendo uma visão geral de computação em nuvem, juntamente com um conjunto de termos e definições.

Através dessa padronização, as empresas brasileiras que oferecem serviços de nuvem passam a ter o direito de adoção da norma, adequando assim suas ofertas e campanhas. Ao mesmo tempo que as empresas consumidoras desses serviços têm maios possibilidade de comprar as ofertas, pois o vocabulário e entendimento dados ao cloud será comum e também os benefícios que podem ser obtidos.

Entre as vantagens da normatização estão:

  • a possibilidade de trabalhar com definições válidas internacionalmente, habilitando às empresas brasileiras a exportar seus serviços;
  • um melhor entendimento do que é o cloud pelos clientes e potenciais clientes, sejam eles mais conservadores ou pequenas empresas;
  • possibilita aos consumidores melhores avaliações quanto as campanhas e serviços ofertados, tornando mais fácil o interesse pelo novo modelo ou, pelo menos, a perda do medo em relação ao cloud e topar conhecer seus benefícios.

* A norma pode ser baixada no site da ABNT. (Para não sócios, o download tem o valor de R$ 88,00).

O importante é manter o foco no valor da entrega e nos diferenciais oferecidos, muito mais do que apenas no preço propriamente dito. Esse é o compromisso do Grupo Cloud atender da melhor maneira seus clientes. Para saber mais sobre cloud e armazenamento em nuvem entre em contato com a gente.